É um prazer receber você no Site Oficial da Paróquia São José

São José do Goiabal   .   Minas Gerais   .   20 de abril de 2024

28/07 Notícias da Igreja Grupo de Animação do Sínodo no Brasil promove, na quinta-feira, dia 3 de agosto, live sobre o “Instrumentum Laboris”
Compartilhar

O Grupo de Animação do Sínodo 2021-2024 no Brasil promove na próxima quinta-feira, dia 3 de agosto, às 20h, no canal de Youtube da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), uma live sobre Instrumentum Laboris, o documento sinodal. A live é destinada às equipes diocesanas de animação do Sínodo, mas poderá ser acompanhada por quem desejar sem necessidade de inscrição.

A formação vai recordar o caminho percorrido pela Igreja no Brasil na vivência das etapas do Sínodo, aprofundar a metodologia da “conversação espiritual”, apresentar testemunhos de participantes e também refletir como dar continuidade ao processo do sínodo nas dioceses brasileiras.

O bispo de Camaçari (BA) e membro do  Grupo de Animação do Sínodo 2021-2024 no Brasil, dom Dirceu de Oliveira Medeiros, reforça o convite à participação nesta formação: “Tendo participado desde o início do caminho sinodal e da primeira live que reuniu representantes da grande maioria das dioceses brasileiras, convido a todos a entrarem nessa ciranda, que é o caminho sinodal”, disse. O bispo reforça que o sínodo não é um evento, mas um novo modo de caminhar como Igreja e um tempo de Graça “para nos colocarmos na escuta do Espírito”.

 Instrumentum Laboris

Apresentado no dia 20 de junho deste ano, o Instrumentum Laboris” é composto por um texto e quinze fichas de trabalho que trazem uma visão dinâmica do próprio conceito de sinodalidade. Mais detalhadamente, há duas “macro-seções”: a Seção A, na qual se destaca a experiência desses dois anos e o caminho a seguir para se tornar uma Igreja cada vez mais sinodal.

A Seção B – intitulada Comunhão, Missão, Participação – que destaca as “três questões prioritárias”, no centro do trabalho em outubro de 2023, ligadas aos três temas principais: crescer em comunhão, acolhendo a todos, sem excluir ninguém; reconhecer e valorizar a contribuição de cada pessoa batizada em vista da missão; identificar estruturas e dinâmicas de governança por meio das quais articular ao longo do tempo participação e autoridade em uma Igreja sinodal missionária.

Acompanhe no canal de Youtube da CNBB:

CNBB